Blog
Árvore genealógica

Tradução Juramentada: você sabe o que é?

Tradução Juramentada: você sabe o que é?

Se você está no processo para adquirir sua dupla cidadania, se mudar para o exterior ou até mesmo para voltar para o Brasil após um período de trabalho ou estudo fora, provavelmente você já se deparou com algumas informações sobre a tradução juramentada – ou vai se deparar.

É de extrema importância que você entenda como esse processo funciona, a qual profissional recorrer e outros detalhes que não podem passar despercebidos. Pode parecer complicado, mas não se desespere.

Preparamos aqui um simples guia sobre este serviço para facilitar esse processo para você!

Afinal, o que é a tradução juramentada?

Como diz o próprio nome, a tradução juramentada, também conhecida como tradução pública, é o processo de tradução e autenticação de quaisquer documentos necessários para o processo de mudança de país – seja saindo ou voltando para o Brasil, à caráter profissional ou acadêmico – e quando for solicitar uma cidadania estrangeira.

É este serviço que garante que todos os documentos que você está apresentando às autoridades, brasileiras ou estrangeiras, são autênticos. Essa função é realizada por tradutores oficiais.

Os tradutores oficiais – também conhecidos como intérpretes comerciais ou tradutores públicos – são profissionais reconhecidos pela junta comercial do estudo e qualificados a realizar a tradução de documentos que requeiram autenticação por lei.

Como funciona a tradução juramentada?

Para contratar um serviço de tradução pública, você pode consultar uma lista de tradutores qualificados pela junta comercial do seu estado. O Governo Federal dispõe de uma lista completa que pode ser consultada aqui.

Você também pode entrar em contato com alguma agência ou plataforma que realize esse serviço e fazer um orçamento e verificar a qualidade do serviço. Uma plataforma muito conhecida e utilizada para a prestação desse serviço é a Yellowing, que funciona de maneira rápida e descomplicada.

  • basta realizar seu cadastro na plataforma;
  • na hora de fazer o orçamento, é necessário informar o idioma para o qual você deseja traduzir seus documentos e o número de laudas (as páginas a serem traduzidas);
  • depois disso, você recebe em poucos minutos um orçamento completo de acordo com a sua demanda.

A plataforma Yellowing surgiu para facilitar esse processo que é tão burocrático e caro, reunindo diversos profissionais qualificados para realizar o serviço da melhor maneira possível.

Em quais casos a tradução juramentada é obrigatória?

Em qualquer situação que seja exigido um documento estrangeiro, é necessário passar pelo processo de tradução juramentada. Isso vale tanto para documentos de fora do Brasil, quando apresentados aqui no país, quanto para documentos brasileiros que serão utilizados no exterior.

  • estudos ou trabalho: diplomas, históricos escolares e certificados são documentos que precisam ser traduzidos, além dos documentos básicos de identificação do cidadão.
  • casamento com estrangeiros: caso aconteça no Brasil, o cidadão estrangeiro deve procurar um tradutor oficial para traduzir e autenticar o documento em português. Já se o for o processo inverso, o cidadão brasileiro deve procurar o serviço para traduzir e validar seus documentos na língua de destino;
  • pedido de cidadania: todos os documentos exigidos pela nação a ceder a dupla cidadania devem ser traduzidos e autenticados;

Esses são apenas alguns exemplos de casos que exigem documentação traduzida e validada para apresentar às autoridades.

| Leia também: Diferença entre cidadania e naturalização

Qual é a importância da contratação deste serviço?

O principal ponto para definir a importância da tradução juramentada é que é ela que garante a veracidade de alguns documentos importantes, como certidões de nascimento ou de casamento, diplomas e outros.

Além disso, é preciso entender as exigências específicas de cada nação na hora de receber documentos estrangeiros para questões burocráticas. No Brasil, é o Decreto Federal número 13.609, de 21 de outubro de 1943 que determina as exigências para validar documentos estrangeiros.

Neste decreto, é previsto que nenhum documento, independente da origem, seja válido em território nacional se estiver redigido em qualquer língua se não o português. Para a validação desses documentos, eles devem estar acompanhados de uma versão traduzida para o português e autenticada.

No caso de tradução de documentos em português, em alguns países uma versão traduzida para a língua inglesa já se faz suficiente, tornando assim documentos brasileiros válidos no exterior. Em outros países a tradução deve ser feita em uma das línguas oficiais da nação.

Você precisa de alguma ajuda para tirar sua cidadania? Está com dúvidas sobre como começar? É só entrar em contato com a nossa equipe que nós te ajudaremos nesse processo!


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Deseja conhecer com mais profundidade a sua família e a sua origem?

Peça já um orçamento e entenda mais sobre o nosso trabalho.

Entrar em contato (21) 99995-6400

Ofertas & Novidades

Cadastre-se e receba por e-mail ofertas e novidades da Minha Árvore Genealógica.