Blog
Árvore genealógica

Empreender na Itália: por onde começar?

Empreender na Itália: por onde começar?

Uma das vantagens de ter a sua dupla cidadania reconhecida é, definitivamente, poder iniciar seu próprio negócio em outro país. Fica muito mais fácil empreender na Itália, por exemplo, sendo oficialmente um cidadão italiano.

Além disso, processos envolvendo financiamentos e linhas de crédito também ficam menos burocráticos não sendo estrangeiro.

Você tem cidadania italiana e considera a possibilidade de mudar para a Itália e abrir seu próprio negócio? Conheça um pouco mais sobre esse processo neste guia simples que preparamos para você!

É difícil empreender na Itália?

O processo de abrir o seu próprio negócio sendo reconhecido oficialmente como cidadão pode ser menos burocrático, mas não significa que seja totalmente fácil.

Apesar de ter uma fama de ser um pouco dura em questões burocráticas, a Itália só exige para que todos os passos dados em qualquer processo estejam dentro dos conformes de editais e das leis.

Por isso é importante prestar muita atenção nos documentos que você tem e que você precisa apresentar para as autoridades, evitando dores de cabeça no futuro.

| Leia também: Vantagens de conquistar a cidadania italiana

Como começar a empreender na Itália?

Além de considerar os fundamentos de um negócio próprio, como a reserva de um capital para investimento e capacitação para empreender, existem alguns requisitos muito importantes, porém pouco falados.

Nós vamos dividir esta parte do nosso guia sobre empreendedorismo na Itália em cinco partes:

  1. Modelos de empresas;
  2. Conta bancária empresarial;
  3. Contratação de um contator;
  4. Registro do IVA;
  5. Abertura da empresa.

Dessa forma, a explicação fica muito mais dinâmica e você não perde nenhuma informação essencial! Vamos começar?

Modelos de empresas

Assim como acontece no Brasil, existem diversos modelos de empresas para você considerar na hora de abrir seu negócio da Itália.

Antes de pensar em empreender, você deve analisar que serviço ou produto você oferecerá para os seus clientes e em que modelo ele se encaixa.

  • SRL – Società A Responsabilità Limitata: com apenas um capital de 10000 euros você pode abrir uma empresa no modelo de responsabilidade limitada dos sócios;
  • S.p.a – Società per Azioni: a sociedade por ações pode ser aberta por um acionista e um diretor, com um investimento inicial de 50000 euros;
  • Snc – Società in nome collettivo: neste tipo de sociedade, todos os fundadores e sócios têm responsabilidade ilimitada pela empresa;
  • Empresário individual: este modelo existe no Brasil e é bem comum, além de ser o mais simples e que concede responsabilidade ilimitada ao fundador da empresa;
  • Filial, sucursal ou escritório de representação: com este tipo de empresa, é possível que empresas estrangeiras abram entidades ou extensões da empresa matriz na Itália.

Antes de mais nada, você precisa ter noção do capital que você tem à disposição para investir inicialmente no seu negócio, quantos sócios ou fundadores entrarão nessa com você e qual segmento você seguirá no mercado.

Depois que definir tudo isso, é só reunir a documentação necessária para abrir uma empresa no modelo ideal para você.

Conta bancária empresarial

Um dos primeiros passos para começar a empreender na Itália é, sem dúvidas, abrir uma conta bancária empresarial em um banco confiável. É com essa conta que você vai movimentar todo o volume financeiro da sua empresa.

  • reserve um bom tempo para fazer isso, pois esse processo pode demorar um dia inteiro (ou até mais);
  • escolha um banco já consolidado no país, ele garante mais segurança e cobertura de riscos que bancos novos.

Além disso, você deve ficar de olho nas taxas e impostos que terá de pagar, além do investimento inicial para abrir sua empresa. Esses percentuais vão depender do porte e tipo da empresa que você abrir.

Em um ranking feito em 2018, pela OCSE, a Itália é o 6º país que mais cobra impostos/que cobra impostos mais caros. Então é bom se preparar muito bem para gerir essas questões.

Contratação de um contador

Visto que a parte financeira de uma empresa pode ser um pouco complicada de gerir, ainda mais com tantos impostos e com a movimentação do fluxo financeiro, é de extrema importância avaliar a possibilidade de contratar um contador para fazer este trabalho.

Por exemplo, o registro do IVA (que mais a frente neste artigo você conhecerá melhor) deve ser feito para qualquer empresa, independente do seu modelo. E para realizar este registro, é necessária a consultoria de um profissional capacitado: o contador.

Nesse sentido, é esse profissional que vai se atentar aos requisitos legais de contabilidade e auditoria, bem como às regras fiscais e cuidar dos livros e registros da conta da empresa.

Registro do IVA

O registro do IVA – Imposta sul Valore Aggiunto – precede o registro da empresa. Este é o registro do imposto sobre o valor acrescentado, ou seja, é um imposto que incide sobre as despesas ou consumos da empresa e tributa o valor acrescentado das transações efetuadas na conta da empresa.

Conforme vimos anteriormente no tópico sobre a contratação de um contador, é ideal que, para registrar o IVA da empresa, seja contratado um profissional capacitado para lidar com esses trâmites.

Dessa forma, é o contador que solicita o número do IVA junto às autoridades fiscais. Este número deve apresentar todas as notas emitidas e recebidas pela empresa, que servirão para realizar o pagamento dos impostos necessários.

Abertura da empresa

Depois que você avaliar todas as possibilidades e exigências para iniciar seu próprio negócio, é só solicitar na justiça a abertura da sua empresa e começar a empreender na Itália.

  • para registrar sua empresa, você – ou seus sócios fundadores – podem fazer isso diretamente ou indicar, legalmente, um representante para realizar a abertura da empresa.

Contudo, para constituir uma empresa no país, é necessário apresentar o Atto Costitutivo – um contrato social – e outros documentos, como as declarações complementares dos administradores, o formulário de pedido de registro e o comprovante da integralização do capital.

Se você for apresentar algum documento de origem brasileira, é necessário traduzir e apostilar este documento para validá-lo em território italiano.

Agora é só realizar seu sonho e começar a empreender na Itália!

O processo pode ser um pouco assustador, mas fazendo tudo com calma e atenção, tudo fica mais fácil.

Por isso, consulte profissionais que possam te ajudar a dar cada passo na abertura da sua empresa dentro dos conformes legais e exigidos pelo governo italiano. Depois disso, é só começar suas atividades como empreendedor italiano.

Precisa de ajuda com alguma documentação ou para dar abertura no processo de reconhecimento da sua dupla cidadania? Entre em contato com a nossa equipe, nós podemos te ajudar!


Comentários:

Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Deseja conhecer com mais profundidade a sua família e a sua origem?

Peça já um orçamento e entenda mais sobre o nosso trabalho.

Entrar em contato (21) 99995-6400

Ofertas & Novidades

Cadastre-se e receba por e-mail ofertas e novidades da Minha Árvore Genealógica.